G-Dragon lançou um novo vídeo para “Bullshit”, sua música de trabalho, que pertence ao novo álbum – “Kwon Ji Yong”, porém, esse contéudo estará disponível apenas… para aqueles que compraram o álbum que foi lançado no formato de um memory stick (pen drive/USB), com um número de série. (Bem VIP mesmo..)

O álbum foi lançado em 8 de junho com muita controvérsia sobre aceitá-lo como um álbum ou não. O memory stick não contém nenhum arquivo de música, mas se conecta ao site do YG Entertainment onde as pessoas podem baixar as faixas depois de inserir o número de série que está nele.

A Gaon Music Chart, um dos maiores rankings de música semanal, regulamentado pela Ministério da Cultura, Esportes e Turismo da Coreia, não o aprovou como um álbum oficial.

Gaon, disse que está aderindo ao princípio de que somente a música gravada em um disco será aceita como um “álbum”, pois há diferenças para se segmentar um gráfico digital, um gráfico de download e uma tabela de álbuns.

A categorização da música lançada em diferentes formatos é importante, pois decide o pagamento de direitos autorais aos músicos. O cantor recebe 10% de royalties mais elevados quando uma cópia impressa do seu álbum é vendida versus downloads baixados.

G-Dragon reiniciou a controvérsia na última sexta-feira, quando revelou seu novo MV com acesso limitado. O rapper escolheu não abrir o novo conteúdo para todos on-line e apenas disponibilizou-o para download com um código de série.

Outra polêmica foi a a foto de uma fã japonesa de G-Dragon no Instagram, que colocou mais fogo às controvérsias a respeito do álbum. Nas fotos, o álbum USB desta fã, cuja pintura vermelha se mancha e apaga em contato com umidade. Além disso, ela escreveu que: “Toda vez que eu toquei o USB, a tinta manchava as minhas mãos de vermelho”. Por causa deste post, alguns internautas ficaram bem chateados, apontando o preço do álbum como muito caro (cerca de US $ 35 para um USB), e possuir uma qualidade está abaixo das expectativas.

No entanto, YG Entertainment anunciou oficialmente que esta ‘mancha de tinta‘ foi totalmente planejada pela empresa e por G-Dragon, com objetivo de expressar o sangue no útero da mulher (“ACT III, MOTTE”, nome do show do G-Dragon, que significa (o início da vida, dentro da barriga de nossas mães). YG Entertainment acrescentou ainda nas explicações, “Nós temos muitas dificuldades para aceitação de formatos diferentes em nossos álbuns, os quais nunca existiram anteriormente.”. Mesmo a YG Entertainment e G-Dragon se pronunciando sobre os problemas do ‘USB’, ainda existem muitas reclamações entre os internautas.

A YG Entertainment, disse na segunda-feira que continuará a atualizar novos conteúdos e enviá-los on-line e exclusivamente para aqueles que compraram o USB. A Associação de Direitos Autorais de Música da Coreia ainda não decidiu se aceitará ou não, o USB album de G-Dragon como um álbum oficial.

Acreditamos que esta questão continuará criando controvérsias sobre a sugestão da YG e G-dragon ao adotarem um novo sistema de consumo musical!  Ainda prevemos muito rebuliço nessa historia ….

https://www.instagram.com/p/BVUqoTrFiQl/?taken-by=momococonuts

Fonte: Naver

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *