Com o crescimento da popularidade e da profissionalização do game League of Legends, os times profissionais se desenvolveram para muito mais do que apenas os cinco jogadores. Pessoas encarregadas pelo treinamento, direcionamento e pela administração das equipes se tornaram necessárias para o sucesso seja alcançado nos grandes campeonatos. Uma equipe pode chegar a ter pelo menos 12 pessoas. Cinco jogadores principais, dois reservas, um treinador principal e um auxiliar, um manager para o time e um analista principal também com um auxiliar.

O trabalho de todos esses profissionais vai desde o treinamento, que dura das 10 da manhã até às 5 da tarde, até a analise de diversos jogos depois desse horário para montar novas estratégias.

Muitas vezes, o papel mais importante do treinador é conseguir desenvolver um bom trabalho de equipe e garantir que cada jogador esteja sendo aproveitado ao máximo dentro da unidade do time. Assim como em qualquer outro emprego, cada um tem sua especialidade; jungle, top, mid… Cada um é perito na sua área e não sabe tão bem como executar o trabalho do outro. Por isso é importante que o treinador molde todos eles dentro de suas diferentes funções em um conciso time. Além disso, o treinador precisa identificar os erros, reforçar bons hábitos, acompanhar a evolução dos jogadores.

Apesar do segmento de e-sports já ter diversos profissionais reconhecidos (muitas vezes ex-jogadores profissionais que agora trabalham como treinadores), cada vez mais pessoas de fora do meio têm sido envolvidas em todo esse processo de preparo dos times. Com isso, as equipes conseguem trazer um ponto de vista diferente do que estão acostumados para agregar ainda mais no seu crescimento.

Inclusive profissionais da área da saúde como psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e outros preparadores físicos tem tido seus serviços solicitados, mostrando a seriedade que esse novo tipo de esporte assumiu. Assim como em outros esportes mais tradicionais, uma boa condição física e mental é imprescindível para que o aproveitamento dos jogadores seja o melhor possível. Por isso, garantir que os jogadores comam e durmam bem e tenham um emocional estável são preocupações básicas.

Trabalhos como exercícios para a postura enquanto está sentado e preparamento psicológico para aguentar toda a pressão são constantemente desenvolvidos com os jogadores.

Outro ponto muito importante é são os estudos e atividades feitos para melhorar a comunicação dentro da equipe durante a partida.

Fora o trabalho envolvendo o treinamento e o desenvolvimento das tarefas diretamente ligadas ao jogo, existe toda uma equipe que cuida da logística de todo esse staff. Transporte, eventos internacionais, agenda, parceiros, campeonatos menores… É preciso administrar isso com muito cuidado para que a preparação em cima dos jogadores não seja desperdiçada.

É interessante ressaltar que toda essa infraestrtura e knowhow não precisam e nem são só utilizados para os times de LOL. Com todo esse trabalho desenvolvido, essas equipes de staff acabam se estruturando de forma que podem trabalhar com outras plataformas e tipos de games, como por exemplo, Counter Strike e Overwatch.

O segmento de e-sports ainda está crescendo e nos reserva muitas novas oportunidades em um novo mercado de trabalho!

Fonte: Inven

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *