Não é a primeira vez que a política interfere no mundo dos games, e de uma forma negativa. De acordo com algumas fontes ligadas ao segmento, o governo chinês recentemente decidiu banir o lançamento de novos jogos desenvolvidos por empresas Coreia do Sul. Ao que parece, as autoridades chinesas “disseram de modo não oficial para as empresas chinesas não distribuírem games coreanos”.

Essa declaração não oficial é uma retaliação às ações militares que os E.U.A. tomaram na Coreia do Sul. Para ser mais preciso, os Estados Unidos estão instalando um novo sistema THAAD contra mísseis na Coreia do Sul em resposta aos testes nucleares da Coreia do Norte. A China interpretou as ações dos Estados Unidos uma ameaça a sua própria segurança nacional.

Por mais que não seja oficial, essa declaração já causou certo dano nos desenvolvedores coreanos. A Nexon, uma das maiores desenvolvedoras coreanas, teve seus números diminuídos em 7% já que o mercado chinês é uma parte importante do seu lucro. Se a proibição do governo chinês continuar, muitos games importantes já agendados podem ser gravemente prejudicados.

“Com as crescentes tensões entre os dois países, uma proibição de viagens não oficiais e bloqueios contra as importações coreanas de entretenimento, já começaram,  não foi surpreendente que os jogos seriam afetados como agora”, disse Daniel Ahmad, analista da Niko Partners. “Não está claro neste momento quanto tempo esta proibição durará e se jogos já aprovados terão suas licenças revogadas.”

Fonte: Inven

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *